Os 70 originais expostos fazem parte de uma colecção de 150 presépios, propriedade do padre Carlos Aquino, assistente da Cáritas Diocesana. A exposição o­ntem inaugurada na Capela do Paço Episcopal, em Faro, vai continuar patente ao público com entrada gratuita até ao próximo dia 6 de Janeiro de 2005, entre as 10 e 12 horas e as 14 e as 18 horas. Sob a temática “As estrelas iluminam o caminho. Nasceu-nos um menino Príncipe da Paz”, a mostra das representações do nascimento de Cristo contém exemplares oriundos de vários pontos do mundo, desde o Peru a Roma, passando pelo México, África ou Veneza. Entre os originais expostos estão também algumas obras de autores internacionalmente conhecidos como a portuguesa Amélia Carvalheira ou o espanhol Pujol Castellón. Segundo o padre Carlos Aquino, assistente da Cáritas Diocesana, a escolha do local, em pleno coração da diocese, no seio da cidade velha, «procurou favorecer uma maior adesão dos visitantes». Como fez questão de esclarecer o assistente da Cáritas Diocesana, foi intenção da instituição que, entre outras iniciativas promovidas no âmbito da acção “Dez Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz”, «houvesse também uma expressão que evocasse mais o mistério natalício e sublinhassse, de modo mais profundo, a dimensão cristã do Natal do Senhor». Na abertura da exposição ao público esteve presente o Bispo do Algarve, D. Manuel Neto Quintas, tendo sido acompanhado na visita pelo presidente da Cáritas Diocesana do Algarve, Carlos Oliveira, e pelo padre Carlos Aquino. Presente esteve também, entre várias outras pessoas, o pároco da comunidade paroquial local da Sé de Faro, o padre Mário de Sousa.